O Som da Palavra (Thiago Daniel)

Ta na boca
do verso
do vento
Ta no ouvido
da prosa
do mar

Ta descansando
ali no seu cantinho
de olhos abertos
Pra melhor deitar com as borboletas

Ta na boca
da língua que escorre
Saliva-remédio
Ta no sangue
lambendo
dentro das veias

Ta doendo
abaixo dos ombros
de tanto ruflar o maxilar
e partir sem peso nas orelhas

Ta na mão
que canta de aplausos
o grilo verde-hoje
E escuta na textura do ar
uma harpa assoviando beijos
Para as palavras

Esse post foi publicado em Versos e marcado , , , . Guardar link permanente.

O que tens a dizer sobre o post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s