Amor Eletrônico (Marcio E. Ochner)

Onde andas, o bela,
não ouço mais o seu digitar
sua voz, em pensamentos cala-se ,
crio o seu ser em mim,
mais vivo que a própria vida…
vida, você,
eletrônicamente.

Pensamentos…

Memória que foge as pressas,
nem mesmo dispersa,
em mim,
você cintila e dorme…
e eu te observo pixeladamente…

Marcio E. Ochner

Esse post foi publicado em Versos e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Amor Eletrônico (Marcio E. Ochner)

  1. Inacio Carreira disse:

    Faltou energia? Sucesso!

O que tens a dizer sobre o post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s