Feriado (Tiago Nascimento)

-Passou…
-Hein?
-Era ali, não viu a placa. Enorme!
-Distração…
-Sei. Estava era olhando a menina de azul do outro lado.
-Que menina?
-Te faz…
-…
-É por isso que detesto sair contigo. Ainda mais no feriado. Você sempre se perde!
-Não estou perdido. É só fazer o retorno…
-Mas onde? Daqui a 20 quilometros?
-Não, deve ter um por aqui, sempre tem.
-Você sempre reclama que os retornos são longe um do outro, duvido que ache um em menos de dez minutos.
-Clama, temos o fim de semana inteiro.
-Inteiro uma ova! Metade dele tá indo pro ralo, pela sua falta de atenção! Vai ser igualzinho da última vez.
-Quer saber?! Cansei! Chega.
-Hum?
-Você só sabe reclamar! Podia ter avisado da entrada. Assim como naquele dia. Depois a culpa é sempre minha.
-Nhem, nhem, nhem. Não sou eu que estou dirigindo…
-Mas quando não é pra avisar você enche o saco, quando precisa cadê?
-…
-Pronto, ali, falei que era perto.
-Burro!
-Hein?
-Isso não é um retorno, é a entrada pro elevado da marginal.
-Ai que saco.
-Volta.
-Não dá, é mão única.
-Agora vamos ter de achar outro retorno pra chegar no retorno. Por que não presta atenção no que está fazendo?
-E você deixa!? Não para de atucanar o cara meu!
-Mas você é incrível né? A culpa é sempre minha! Você sempre tem razão…
-Mas é uma verdade… Olha ali! Uma rua, vou entrar.
-Vê lá hein?
-Não, vai dar certo. Agora é só voltar pra rodovia…
-Meia hora perdida…
-Não deu nem dez minutos!
-…
-…
-…
-E então?
-Então o que?
-Satisfeita?
-Hunf… Vê se não vai entrar na marginal de novo!
– Vai ser uma longa viagem…

Sobre Tiago Carpes do Nascimento

Brasileiro, casado, vinte e poucos anos, escritor por obrigação e prazer, professor, curioso, eclético em matéria de música, adora livros e filmes inteligentes (instigantes), cristão, conservador, gosta de política, já sonhou ser presidente do Brasil, presidiu comitê municipal de sigla política, mas a desilusão foi tanta que hoje se contenta apenas em contribuir para a melhoria da educação e para o crescimento vegetativo da população, tendo dado o seu contributo em duas ocasiões. Belíssimas ocasiões, diga-se de passagem!
Esse post foi publicado em Prosa e marcado , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Feriado (Tiago Nascimento)

  1. Inacio Carreira disse:

    Isto dá justa causa… Abração…

  2. Elianete Vieira disse:

    rsrsrsrrss isso é comum em SP onde quarteirões não são quadrados e as ruas são sempre no sentido inverso ao que queremos. Perfeito! Bjus

  3. Tiago, é complicadíssimo manter um conto em diálogo e conseguir dizer alguma coisa.
    E tu fizeste. Acho até que tentarei.
    bjoooossss

O que tens a dizer sobre o post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s