Diversidade cultural (Elianete Vieira)

Brasileiros, americanos, franceses, latinos, alemães, ingleses, asiáticos, as mais diferentes culturas, gostos, línguas, religiões,  raças, jovens, idosos, casais, amigos, famílias, uma enorme diversidade cultural. 
O que todos eles tem em comum? O gosto pela novidade, pela descoberta de novas culturas e o desejo de viajar.
Alguns escolhem lugares que já conhecem ou que frequentam, buscam pelo conhecido.
Outros buscam pela novidade, pelo improviso, pelo desconhecido.
Todos se guiam pelas bandeirinhas nos uniformes dos tripulantes em busca de informações em sua própria língua. Todos estão ali com um objetivo comum, conhecer as mesmas cidades turísticas por onde passarão.
Seja pelo lazer, pelo trabalho, pela comida, shows, ou mesmo pelas compras de lembrancinhas ou itens mais requintados, bebidas, perfumes, couro, cachemere, artesanato. Itens mais baratos ou apenas por serem importados, típicos, diferentes.
Alguns usam a piscina, outros buscam pela academia ou SPA. Outros comem o dia inteiro. Muitos deitam confortavelmente numa espreguiçadeira para ler um bom livro. 
Outros preferem tomar sol, com sua melhor roupa de banho, posando para fotos, porque neste momento todos são modelos, eternizando nas memórias digitais as cenas que os olhos se maravilham. 
Toda excursão tem guia e monitores de eventos. Alguns possuem monitores infantis, liberando os pais para curtirem suas ferias. Esses monitores são treinados para movimentar, divertir, são criativos e fazem com que o tempo deixe de ser monótono para passar rápido de tão bom.
Restaurantes e shows reservados. Camareira sempre deixando tudo arrumado e limpinho. Bagagem sempre à mão. 
Férias.  Nada a fazer a não ser curtir o momento, esquecer os compromissos de trabalho, desligar o celular (quando estão com sinal). Desconecte-se do dia a dia corrido e da internet também.
 Jogar. Arriscar. Experimentar um drink novo ou um prato exótico. 
Gastar em algo que normalmente não pagaria, mas em férias tudo vale a pena.
Solte-se. Viva. Saboreie. Não se permita arrepender-se depois.
Libere a criança que ainda vive dentro de você. 
Seja feliz!!
Esse post foi publicado em Prosa e marcado , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Diversidade cultural (Elianete Vieira)

  1. Me impressiona como ficas na superfície!
    Se eu fosse tu prestaria atenção em redundâncias de várias etiologias.

O que tens a dizer sobre o post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s