Salomão, o homem mais sábio do mundo (Fernando Bastos)

 “Tomou o sacerdote Sadoc no tabernáculo o chifre de óleo e ungiu com ele Salomão. A trombeta soou e todo o povo pôs-se a gritar: Viva o rei Salomão!” (I Reis 1,39)

 Século 10 a.C.

 O velho rei jazia febril em seu leito, sob o olhar atento e piedoso de Abisag, uma virgem de dezessete anos que foi escolhida pela beleza e modéstia para lhe fazer companhia e aquecê-lo. Mas o sangue real havia enfraquecido, a carne mole não dava sinal de vida, de modo que ele não a tocou nenhuma vez.

Sabendo que não viveria muito tempo, o rei Davi mandou chamar seu filho Salomão, fez um sinal com a trêmula mão para se aproximar e disse,

– Seja corajoso: porte-se como homem. Guarda os preceitos do Senhor, seu Deus; anda em seus caminhos, observa suas leis, seus mandamentos, seus preceitos e seus ensinamentos, tais como estão escritos na lei de Moisés. Desse modo será bem sucedido em tudo o que fizer e em tudo o que empreender…

Salomão perguntou,

– Que meu pai quer que eu faça com Joab, filho de Sarvia? O rei moribundo respondeu,

– Não deixe que seus cabelos brancos desçam em paz à mansão dos mortos. Quanto a Semei, filho de Gera, você bem sabe como ele me insultou quando fui a Maanaim. Que ele tenha o mesmo fim de Joab. – O gosto pela vingança e crueldade, que esteve presente ao longo da vida de Davi, logo após ter perdido o amado Jônatas e ser coroado rei, não o abandonaria nem no leito de morte.

– Tem minha palavra, meu pai. Assim procederei – garantiu Salomão.

 Dias após a essa conversa, Davi foi para o sheol, se juntar aos seus pais. O sepultamento foi acompanhado por milhares de judeus, que se cobriam de cinzas em sinal de luto e batiam com as mãos sobre a cabeça, como doidos em um manicômio.

Salomão foi empossado novo rei de Israel. Já de início, mostrou sua real personalidade, matando o próprio irmão Adonias. Parece que Salomão temia que o irmão, mais para frente, engendrasse alguma manobra para subir ao  trono, e resolveu tirá-lo do caminho. De fato, quando sua mãe Betsabeia, a pedido de Adonias, veio falar com o rei, para que este concedesse ao irmão a mulher Sunamita, Salomão entrou em estado de fúria e respondeu ironicamente,

– Por que deseja que Abisag, a sunamita, seja dada a Adonias? Pede também para ele o reino, já que é meu irmão primogênito, assim como para o sacerdote Abiatar e para Joab, filho de Sarvia. E, fulminando o olhar em direção a sua mãe, concluiu – Que Deus me açoite com todo o rigor, se Adonias não pagar estas palavras com a própria vida!

– Oh não, filho, – Implorou a mãe do rei -, Não suje suas mãos com o sangue de Adonias, ele é seu irmão. – Suas lágrimas não me comovem, mulher, rosnou entre os dentes Salomão. – Adonias será morto hoje mesmo.

 Seguindo as ordens do rei, Banaías, comandante dos cereteus e feleteus, cravou um punhal no peito de Adonias, que agonizou mais alguns minutos antes de morrer. A mando de Salomão, Banaías, o que hoje chamaríamos de pistoleiro de aluguel, cometeria mais dois assassinatos: no tabernáculo, encontrou Joab, que havia assassinado dois homens de confiança de Davi – Abner e Amasa, ambos generais de exército –  escondido e o trespassou com sua espada.  Três anos depois foi a vez de Semei, morto por ter feito mal e insultado Davi, antigo rei de Israel.

 Com estes três assassinatos, o poder se consolida nas mãos de Salomão. Esse início duro de governar não foi obstáculo para receber o carinho do Senhor, que em uma noite, lhe apareceu em sonhos e prometeu lhe dar o que quisesse. O jovem rei respondeu,

– Não passo de um adolescente e ainda não sei como me conduzir. Dê, portanto, ao seu servo um coração sábio, capaz de julgar o povo e discernir entre o bem e o mal; pois sem isso, quem poderia julgar o povo de Israel, tão numeroso?  

O Senhor se alegrou com a humildade do jovem rei e disse,

– Não me pediu nem ouro, nem vida longa, nem morte aos teus adversários, mas somente inteligência para julgar seu reino com justiça, de modo que atenderei seu pedido: dou-lhe um coração tão sábio e inteligente, como nunca houve outro igual antes de você e nem haverá depois. Além disso, lhe darei também o que não me pediu: ouro e glória, de tal modo que não haverá quem lhe seja semelhante entre os reis durante toda a tua vida. E, se andar em meus caminhos e observar os meus preceitos e mandamentos como o fez Davi, teu pai, prolongarei a tua vida por muitos anos.

 Na sequência dos atos do rei, o que percebemos é um acúmulo de erros, violência contra os fracos, castigos de escravos e superstições. Mas Javé não era onisciente? Não teria previsto esses deslizes de seu protegido? Por que mesmo assim colocou no trono um fratricida? A essa altura, depois de ter castigado a Humanidade com um dilúvio, por não ter previsto que seus filhos cometeriam iniquidades; pedido o sangue do filho de Abraão, porque não tinha certeza se o patriarca lhe era fiel, e tantos outros exemplos claros de ausência de clarividência, fica difícil ao mais seguro devoto de Javé, concordar que esse deus tinha super poderes, a ponto de prever o futuro. Não tinha.

 Insaciável, Salomão montou um harém sem precedentes na história. Teve setecentas princesas como esposas, além de trezentas concubinas. Tirando os exageros, tão comum ao povo do Oriente – sejamos honestos: o número foi superfaturado para exaltar o poder de Deus para com um de seus eleitos – ele, sendo rei, teve provavelmente muitas mulheres, muitas das quais eram moabitas, amonitas, edomitas, e de outras terras estrangeiras, que o senhor Javé tinha severamente admoestado para que os israelitas não tivessem relações sexuais com elas, para que não se corrompessem indo adorar seus deuses. Salomão não se importou com a proibição e desejou para si aquelas mulheres de corpos perfeitos e olhos que possuíam ímãs.

Impelido pelas suas esposas, o velho Salomão prestou culto a Astarte, deusa dos sidônios, e ao deus Melcom dos amonitas. O rei ainda mandou construir altares para Camos, divindade de Moab e a Moloc, um deus amonita, que apreciava o sacrifício de bebezinhos e meninas virgens.

Enquanto Salomão derrubava seus oponentes a golpe de espada, inclusive irmãos, e mandava açoitar os estrangeiros que trabalhavam em seus palácios e templos, o Senhor nada falou; talvez achasse isso normal. Mas só foi cometer o sacrilégio de desposar estrangeiras e adorar deuses vizinhos, para que a ira de Javé se manifestasse com a violência de um leão faminto,

– Você me traiu, disse Javé, ao agora decrépito rei. De sorte que por não ter respeitado minhas leis e minha aliança, tomarei de volta o trono e darei a seu servo.

 Salomão reinou por quarenta anos, em Jerusalém, e foi sepultado na cidade de Davi. Roboão, seu filho, ascendeu ao trono em seu lugar. De nada adiantou o Senhor presentear Salomão com sabedoria e fazê-lo o mais sábios entre todos.

Ora, sabemos que seu reinado foi repleto de atos criminosos, tornou-se um obcecado pela riqueza, a ponto de construir imponentes palácios. Para dar conta das construções que se erguiam, submeteu a trabalho escravo todos os estrangeiros. E só perdeu em maldade para o filho Roboão, que o substituiu. Jeroboão foi ter com o novo rei e disse,

– Salomão, seu pai, foi muito duro conosco. Alivia o jugo que seu pai nos impôs, e seremos seus servos.

 Depois de consultar seus sequazes, Roboão declarou, Meu pai os impôs um jugo pesado? Pois eu o tornarei ainda mais pesado. Meu pai os castigou com açoites? Pois eu os castigarei com escorpiões.

 A vida dos israelitas continuaria um tormento por mais um longo tempo. 

Esse post foi publicado em Prosa e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

6 respostas para Salomão, o homem mais sábio do mundo (Fernando Bastos)

  1. Tiago disse:

    Eita família complicada essa hein?

    Outro dia vi um documentário sobre Davi no History Channel. Era a mesma história da Bíblia, mas contada de uma forma menos sacra, fora daquele ambiente eclesiástico ela ganhou uma outra conotação. Muito mais real e humana.

    A propósito, já falei que eu tinha um projeto de reescrever a Bíblia a partir de um viés mais moderno? Mais um projeto engavetado por ora… Mas creio que soaria como esse conto…

  2. Davi foi um homem mto cruel, como era a maioria dos reis daquela época. Mas era tb desonesto. Mesmo sabendo que uma mulher era casada, trouxe-a para seu leito e transou com ela. Daí, mandou o marido dela, Hurias, pra frente da batalha propositalmente para que fosse morto e anexar a viúva às suas ja uma dúzia de mulheres. Histórias bíblicas à parte, a arqueologia nega que Salomão tenha tido um grande império, pois se tivesse, teriam encotrado vestígios e inscrições em países vizinhos falando dele. mas nada. Tiago, baixe se tiver tempo, o livro A Bíblia não tinha razão, de dois autores arqueólogos isralenses. ´Sobre teu projeto, achei interessante. Eu mesmo tenho intenção de escrever um livro chamado Os quarenta contos mais estranhos da Bíblia, ou algo assim. em cada um, darei meu toque pessoal, questionando as passagens. pois noto q a maioria lê a Bíblia e nao se atém para os absurdos, como por exemplo, qdo “Deus” manda duas lobas para matar 42 jovens que zombavam do profeta careca.

  3. O Senhor disse:
    Parem de ser idiotas e não sigam os caminhos do senhor. Sejam seus próprios caminhos.]
    Deixem para trás o que é passado e criem o senhor de si mesmo.
    Deixem para trás quem quiser ficar para trás: Siga, Prossiga e Não Repita.
    Essa é a lição da malfadada Bíblia.

    • Tiago disse:

      Aí todo mundo obedeceu não seguindo a ordem do senhor que dizia para não segui-la, então acabaram seguindo e o mundo mergulhou de cabeça no caos em que estamos por ora metidos…

  4. Já pararam para pensar nas lições da Bíblia em sua maioria?
    É uma loucura total!
    Assisti um filme (não lembro o nome) em que a mulher cortou a mão por que ““Vocês ouviram o que foi dito: ‘Não adulterarás’. Mas eu lhes digo: Qualquer que olhar para uma mulher e desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração. Se o seu olho direito o fizer pecar, arranque-o e lance-o fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ser todo ele lançado no inferno.
    E se a sua mão direita o fizer pecar, corte-a e lance-a fora. É melhor perder uma parte do seu corpo do que ir todo ele para o inferno”.
    Ela tinha se masturbado.
    Em resumo: Deus coloca o “pecado” dentro de teu corpo só para tirar sarro da tua cara e te ferrares.
    Essa ideia de reescrever a bíblia te excomungará, Tiago. hehehe Eu escrevi uma cosmogonia orgástica e quase fui.

O que tens a dizer sobre o post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s