A Casa dos Sonhos (Sônia Pillon)

Se há algo em que todos concordam, é que as aspirações de vida variam de uma pessoa para outra. Consequentemente, a Casa dos Sonhos de cada um, também… Há os que se deslumbrem com mansões de bilionários, com os castelos e palácios espalhados pelo globo, onde não faltam conforto, luxo e ostentação. Dessas moradas, que são amplamente mostradas em revistas sobre a realeza, jet set e high society pelo mundo afora, com rostos sorridentes, estirados languidamente em um sofá macio, ou em uma cadeira reclinável, à beira da piscina… 
Cercados de privilégios que muitos adorariam usufruir, essas criaturas que já nasceram em berço de ouro, ou “enricaram”, pelos mais diversos caminhos, sem dúvida são invejadas por muita gente! Aparentemente, vivem felizes onde moram e nada lhes falta… Vidas de contos de fadas, bem ao estilo “Disney Movies”, aqueles filmes açucarados onde o “mocinho” e a “mocinha” são integralmente bons, enquanto o “vilão” é um desalmado, o mal em pessoa…
Mas nem todos têm a mesma ótica quando o assunto é a morada ideal… Têm aqueles que buscam no conforto e no isolamento a sua paz, a sua satisfação interior. Um sítio distante, onde não faltam árvores, ar puro, animais, uma boa plantação, a fartura de um pomar à disposição e, para completar, uma vista digna de um pintor impressionista… Ou uma casa à beira-mar, com a possibilidade de se banhar e tomar sol todos os dias (sempre que o bom tempo permitir, é claro!), comprar frutos do mar direto dos pescadores e ter a possibilidade de participar de luaus e passeios revigorantes na beira da praia…
A Casa dos Sonhos também pode ser um trailer, uma barraca bem equipada, para os mochileiros e aventureiros de plantão… Ou ainda um barco para conhecer mares nunca antes navegados, inspirados na audácia da Família Schürmann., com seus 20 anos de aventuras pelos domínios de Netuno… Para eles, o segredo de uma vida feliz é poder sonhar, para transformar esses sonhos em realidade.
Para cada cabeça, uma sentença. Para cada um, uma opção de vida… Isso para os que lutam pelo que querem, que fique bem claro! Porque há os que abrem mão de seus anseios pensando na “estabilidade”, apesar de vivermos no mais instável dos mundos…
Não importa se a Casa dos Sonhos é um lindo palácio, ou uma modesta construção de madeira… O que importa é que dentro dessa edificação habitem as pessoas que queremos ter ao nosso lado… “…Na rua, na chuva, na fazenda, ou numa casinha de sapê”, como diria Tim Maia… Só assim, é possível se munir de força suficiente para matar um leão por dia e, ainda assim, se sentir gratificado e, até, feliz…

Sônia Pillon

Esse post foi publicado em Prosa e marcado , , , , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para A Casa dos Sonhos (Sônia Pillon)

  1. Elianete disse:

    Minha casa dos sonhos era aquela onde eu pudesse ter um quadro na parede, porque meu pai proibia fazermos qualquer furo em parece no apto que ele comprou com suor do trabalho. Era ter um espaço para eu poder cantar alto, tocar um instrumento ou ouvir radio, pois ele tb não deixava isso. Enfim, era ter um espaço apenas meu para eu fazer o que me desse na telha!
    Hoje minha casa dos sonhos, é um cantinho silencioso, ar fresco, arborizado e, se possível com som de riacho correndo nas montanhas. Os quadros, as fotos, estão pregados ou colados nas paredes. A tv fica o tempo todo ligada. Mas isso não quebra o silencio que gosto para ler ou escrever.
    Um grande beijo Sônia!

  2. Tiago disse:

    “A Casa dos Sonhos também pode ser um trailer, uma barraca bem equipada, para os mochileiros e aventureiros de plantão… Ou ainda um barco para conhecer mares nunca antes navegados, inspirados na audácia da Família Schürmann., com seus 20 anos de aventuras pelos domínios de Netuno… Para eles, o segredo de uma vida feliz é poder sonhar, para transformar esses sonhos em realidade.”

    Que inveja desse “tipo” de gente…
    Se não fosse pelas meninas essa seria com certeza a minha casa!

  3. Sônia Pillon disse:

    Ah, Elianete, também gosto do silêncio quando estou em casa lendo ou escrevendo, para poder captar os sons dos pássaros que ainda consigo ver e ouvir da janela do meu apartamento…🙂
    Eu também adoraria uma dessas três opções: uma barraca bem equipada, um trailer, ou, melhor ainda, um barco para explorar os mares pelos domínios de Netuno, Tiago! São espaço de bem viver…

O que tens a dizer sobre o post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s