Poema Pelo Mundo (Adriana Niétzkar)

Chove,
mas é verão.
Escuta Raul!
Eu sempre gostei da chuva…
mas tinha medo!
O céu muda de cor
e continua sendo o mesmo céu
ainda que de ponta cabeça.
A alma não altera com o corpo;
As pessoas não mudam.
Há pessoas que perdem o medo
de ser-ver.
Quanto mais terras se pisa
mais se descobre a si
não importam os hábitos das mãos
ou as cores nos olhos.
Importa o que faz com sua alma
e a do próximo
e nos próximos.
Sedas não saciam sedes
ou a falta de luz.
Que importa o calor no escuro?!
Com a luz, há sombras.
Mas elas acolhem em dias de sol.
Há sim
meus olhos tem mudado de cor….
Esse post foi publicado em Versos e marcado , , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Poema Pelo Mundo (Adriana Niétzkar)

  1. Te reverencio.
    Tocante sensibilidade.

O que tens a dizer sobre o post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s