Olhe pra trás e ai sim, siga em frente! (Patrícia Grah)

Poucas são as pessoas que olham suas próprias fotos antigas e percebem que não mudaram, ou que mudaram muito pouco. Pode ser a cor do cabelo ou comprimento, o aumento de peso, o modo de se vestir, as amizades, o antigo carro ou a antiga casa. O certo é que muitas coisas sempre mudaram e sempre mudarão.

Assim como a aparência, é certo que nossa personalidade, nossos gostos, nossos sonhos também mudam e vão se moldando com o passar do tempo. Todos nós somos frutos de nossas escolhas e é comum que muitas delas não deem certo. Não é raro que depois de muitas desilusões e decepções, decidirmos “apagar o passado”, porque assim sofreremos menos e assim também teremos aquela sensação de que “não foi eu quem fez isto, “foi a pessoa que eu era”.

Dói menos, mas desta forma estamos apenas mentindo para nós mesmos, e ai? Se somos frutos das nossas escolhas, devemos agradecer ao nosso passado por ter nos mostrado o que é bom e certo para nosso bem estar e felicidade.

Sabe, eu mesma já me crucifiquei demais, já me cobrei demais, mas não, não sejamos assim! A questão é que é muito mais fácil olhar pra trás agora e se arrepender do  que você sabe que não deu certo, do que no momento em que você tomou as decisões sem saber à qual rumo iriam te levar.

Devemos nos libertar do nosso passado buscando não repetir os mesmos erros também buscando conhecer novos horizontes, mas sem aquela sensação de culpa, sem aquele medo de olhar pra trás. Dane-se o que/quem não deu certo. 
Porque uma pessoa de coragem precisa primeiramente não ter medo de conhecer a si mesma!


Patrícia Grah.

 

 

 

Anúncios
Esse post foi publicado em Prosa e marcado , , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Olhe pra trás e ai sim, siga em frente! (Patrícia Grah)

  1. Fernando disse:

    é o que tento, não repetir os velhor erros. mas a gente sempre acaba criando novos, nao tem jeito. o q me conforta, é q ja nao erro tanto como no passado. é a idade.

  2. Marcio Erino Ochner disse:

    Olhar para trás, nos transforma somente quando queremos, se utiliza-lo corretamente em nosso benefício.
    Transformação somente ocorrerá se colocarmos em nosso benefício. Como? Faça um bom caminho e agradeça a Deus todos os dias e peça para que ilumine seu trajeto. Pois erros sempre existirão, ninguém é perfeito nem Jesus conseguiu agradar a todos. Mas o conforto esta na esperança e na felicidade de conserta os erros do passado e não voltar a praticá-los. Isso é seguir em frente! Quanto à idéia de seguir em frente, é, nunca desistir da felicidade. Vá em busca daquilo que o fará feliz, desde que nunca precise pisar em alguém, pois esse tipo de felicidade dura pouco e leva a morte espiritual. Ai o cerco se fecha numa infelicidade total, na qual funciona como um imã, atrai tudo para dentro de si e torna num poço sem fundo. Mas nunca siga em frente por seguir, pois quem não tem objetivo, não é nada. Até as minhocas sabem o que fazer! Faça o que é correto então.
    E que assim seja!

  3. Tiago disse:

    Eu não tenho muito o costume de olhar pra trás. tenho levado uma vida muito superficial ultimamente, colhendo aquilo que me é oferecido, sem muita preocupação com passado ou futuro. Não faço ideia de onde isso vai me levar… se é que vai.

  4. Patricia disse:

    Gostei muito das reflexões de vocês! Nem preciso expor a minha, pois já fiz neste texto. Bom saber que leram…
    Abraço à todos!

O que tens a dizer sobre o post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s