Escritora Convidada: Patrícia Grah

A roda gigante e a nostalgia do que não vivi

Gosto de observar tudo por onde passo, as pessoas e suas reações, comportamento, as coisas. Outro dia, passeando por um parque de diversões, reparei que em meio à alguns outros brinquedos e atrações que foram desativados, deixara de existir também uma roda gigante. A estrutura do seu acesso ainda existe: um corredor murado, a placa indicando a direção do brinquedo e a sapata, mas o enorme e atrativo brinquedo não mais. Eu não a conheci, a não ser por fotos. Talvez seja por isto que fiquei ainda mais curiosa e fui buscar informações à respeito dela e do por quê de o parque ter eliminado uma das suas principais atrações, mas não encontrei nada. Tenho uma vaga lembrança de um boato de acidente, mas não confirmei isto. Por alguns instantes fiquei imaginando muitas coisas, primeiramente, o que havia acontecido ali, depois imaginando como foi o processo de desmontagem. Pensei que deve ter sido um trabalho bastante delicado e demorado. Mas o que mais mexeu comigo foi imaginar as histórias construídas ali. A quantidade de pessoas que por ali passaram, as emoções, os medos…  A quantidade de histórias, fotografias, conversas. A quantidade deabraços, os beijos, os gritos, os sorrisos. Tudo isto me deixou bastante intrigada e curiosa, mas não pude ir além disto, a não ser concluir que a roda poderá nunca mais existir, mas estas recordações certamente jamais serão apagadas…

Sobre a autora:
Patricia Grah, Taioense, amante e estudante da música, escritora e leitora nas horas vagas.
Extrema, precisa, sentimental. Sonhadora, expressiva e batalhadora. Gosta de viajar ao som de um bom rock, aliás, adora viajar. Não tem pretensão de agradar a todos e é justamente este seu jeito que desagrada a alguns, que faz com que conquiste outros.
Gosta de escrever o que vive e sente, e também de viver o que escreve.
Atualmente escreve no blog cabana cult e apartir do mês de setembro passará a escrever mensalmente aqui no Cooperativa das letras na data 24.

Anúncios
Esse post foi publicado em Prosa e marcado , , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Escritora Convidada: Patrícia Grah

  1. Fernando disse:

    bacana Patrícia. seja bem-vinda.

  2. Tiago disse:

    Seja bem vinda Patrícia.
    E parabéns pelo texto de estréia. Me lembrou da célebre frase: se essa lua falasse; no seu caso, “se esse parque falasse…”

O que tens a dizer sobre o post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s