Conto quase crônica, lembrando Marilyn Monroe (Inacio Carreira)

Para Norma Jeane Mortenson *

Ao longo do tempo, depois de muitas confidências, conselhos, trocas de informações, descobertas de gostos (in)comuns, souberam-se amigos. A amizade é um sentimento que, após implantado, cresce tomando todos os espaços, confunde-se com outros sentimentos, às vezes. Mas requer cuidados, a amizade. Como bem disse Saint-Exupéry, “Tu és eternamente responsável por aquilo que cativas”. Algumas farpas foram trocadas, claro, como em todo o relacionamento sincero, onde cada um sente-se no direito de dizer isto e aquilo ao outro, às vezes magoando (sem intenções, claro, sem intenções…), mas, nada que abalasse a troca de e-mails, postagens no facebook, telefonemas, indicações para este livro, aquele filme… “Gostas desse cantor?”

 “De repente, não mais que de repente”, como disse muito bem o Poetinha, (quem ele pensa que é para aquilatar o Vate?) ela sumiu. Das mensagens enviadas voltavam apenas confirmações, automáticas, de recebimento. Estaria viajando? Sim, parece que ela disse sair em viagem paga pelos filhos, presente-surpresa, alegria alegria: excursão internacional num país vizinho, sul-americano igual ao nosso. Daquele que dizemos ter rixa. Mas, exageros à parte, tudo fica sendo uma grande brincadeira de meninos grandes, sabemos de muitos brasileiros que se abrigam de nossa falta de civilidade nesse país ombreado, dito e havido detentor de cultura europeia.

Ele foi ao seu estado, também vizinho, recentemente. Mal se falaram ao telefone: ela estava (estará ainda?) engajada num serviço que toma quase todo o seu tempo, além do filho que voltou ao ninho; a filha que está longe e inspira cuidados; os demais filhos, de perto e de longe, já com proles e cônjuges, cheios de histórias, pedidos de colo; a manutenção do apartamento; os fazeres e afazeres de seus muitos dotes, pois que pinta, borda, prega botões (não, este final é propaganda de máquina de costura…)!

Se o alheamento for causado por alguma dessas hipóteses ele ficará feliz por ela. Pois que a tem em boa conta. Falaram-se muito, escreveram-se mais ainda, visitaram-se pouco: ele, umas três ou quatro vezes, ao longo de mais de dez anos, foi ao encontro dela. Ela, apenas uma vez visitou-o. São ambos muito ocupados, cheios de compromissos pessoais, artísticos, sociais…

Se este texto fosse uma carta ela veria estas letras? Ele sabe que não verá a resposta, se vier. Pois, – lembrando a Marilyn Monroe –, os telefones para quem ligou não foram atendidos. Inclusive o dela, agora, que responde com uma monofônica monotonia, até entrar na gravação da concessionária do serviço. Chanel nº 5 é muito caro para nossa economia, que gira conforme a música do Fundo Monetário Internacional, movida a dólares. E a euros.

“Mas está muito frio!”, ele reclamou…

Inacio Carreira

 

* Norma Jeane Mortenson (Los Angeles, 1º JUN 1926 — Los Angeles, 5 AGO 1962), foi uma das mais célebres atrizes norte-americanas com o pseudônimo de Marilyn Monroe.

Anúncios
Esse post foi publicado em Prosa e marcado , , , . Guardar link permanente.

4 respostas para Conto quase crônica, lembrando Marilyn Monroe (Inacio Carreira)

  1. Tiago disse:

    Uau… Quem souber ler nessas entrelinhas…
    Estilo inovador Inácio.

  2. Inacio Carreira disse:

    Obrigado pelo incentivo. Bom final de semana. Abração.

  3. Vana disse:

    O fardo da amizade tem o peso de uma pluma, o agitar da brisa, a porta do coração, o olhar de saudade e é carregado com sorriso nos lábios e uma suave lágrima de feleicidade.

  4. Vana disse:

    O fardo da amizade tem o peso de uma pluma, o agitar da brisa, a porta do coração, o olhar de saudade e é carregado com sorriso nos lábios e uma suave lágrima de felicidade.

O que tens a dizer sobre o post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s