Aquiescera inseto (Marcio Ochner)

De longas antenas cetáceas
Com desprezado pensamento…
Um artrópode de asas sem poder voar,
De três pares de patas sem poder caminhar
Sem graça até no nome.

Matéria com base característica,
[Uma interjeição].
Numa dobradiça, fecha-se a uma âncora,
Lança ao mar.

De intelecto inferiorizado e pesado sentimento,
Foram ao fundo,
Sem emoção ou excitação,
Cessa a pratica,
Asfixia-se.

Anúncios
Esse post foi publicado em Versos e marcado , . Guardar link permanente.

4 respostas para Aquiescera inseto (Marcio Ochner)

  1. Vana disse:

    Oi, amigo, estás precisando DDT?
    Baygon funciona!

  2. Tiago disse:

    Show…

  3. Não Vana, não há baratas, nem outro inseto qualquer, é somento o estado de espírito de uma pessoa após uma queda do ser. “Ele se sentiu um inseto”.

  4. Obrigado Tiago! Até mais…

O que tens a dizer sobre o post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s