A viagem (Tiago Nascimento)

Navegar em mares nunca dantes navegados.

Explorar reconditos úmidos, insalubres, intocados.

Conhecer aromas e odores exóticos.

Se perder por caminhos ilusórios e lógicos.

Descobrir uma rota alternativa.

Economizar combustível: amor ou gasolina.

Porque petróleo move minha barca colorida,

Mas são os amores que me levam pela vida.


Prof. Tiago Nascimento.

Esse post foi publicado em Versos e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Uma resposta para A viagem (Tiago Nascimento)

  1. Marcelo Lamas disse:

    Tiago, excelente!
    Abraço do Lamas

O que tens a dizer sobre o post?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s